-- 2011: O Ano da Continuidade --


Elaborar uma retrospectiva anual como esta é pedir um esgotamento. Releio o que escrevi no ano passado, observo e pondero no que aconteceu no presente, trato centenas de imagens, perco horas a definir e personalizar todos os links. Em suma, perco-me em mim.

Poderemos dizer que este blog reside debaixo de uma sensação de overdose iminente, cada vez mais. A quantidade de informação acaba por ser proporcional ao meu gosto e paixão por várias áreas culturais diferentes. A música continua a ser predominante, o que se reflecte tanto na organização do site como deste especial, mas essa atenção é dividida por imensos campos e isso acaba por não tornar fácil a digestão de tudo o que se passa por aqui.

2011 é um ano marcado novamente pela crise económica, pela falta de tempo, por nos alhearmos do próximo. A minha filosofia de tentar manter afastadas notícias negativas por aqui mantém-se, o que não invalida ser afectado por elas como já dei conta nalgumas ocasiões, mas tenho em mim que este blog funciona como um escape dessas energias, tanto para mim como para quem me visita. Nem sempre tenho tido a motivação ideal para actualizações a nível de escrita, mas para os mais atentos têm existido muitos pormenores a serem tratados na sombra.

No ano passado falava de algumas coisas como do curso profissional de multimédia, ou de querer optimizar códigos para melhorar a velocidade do blog, já que o deslizar prendia quando chegávamos ao mosaico das sugestões de álbuns por exemplo. Oficialmente, técnico profissional de multimédia é já outro elemento no meu currículo, e este site já voltou a ter uma boa velocidade também, assim como algumas mudanças de layout.

Para isso muito contribuiu também um outro curso que tirei relacionado com jornalismo e multimédia com um foco para a Web, onde aprendi (entre outras coisas) a tratar melhor imagens para fins de internet e derivados. Os frutos disso podem ser observados em vários campos, como as imagens neste post estarem com cores mais vivas, o referido mosaico deslizar suavemente, ou em trabalhos de fotografia ou reportagens vídeo.

Com isto surgem também alguns sites elaborados por mim, entre eles o que funciona como meu portefólio, ou o que executei para o meu amigo Barata, ou o que está a ser trabalhado aos poucos para mostrar algumas facetas criativas da Patrícia.

Continuidade, segunda pele, por vezes dou por mim a ponderar na naturalidade com que menciono o nome da Patrícia por aqui. Como se qualquer pessoa soubesse quem é e como não somos desassociáveis um do outro desde o ano passado.

É uma história de luta contra o mundo, de resistir às vicissitudes, de um apoio mútuo quando o exterior parece querer implodir na ineptidão de se importar com o que seja. Imensas vezes é uma sensação de isolamento, ou como diriam os meus caros The Search, de estarmos sozinhos na nossa nave. Ou como diria uma amiga minha, é o que me salva. Do quê, poderá ser uma boa questão.

Impregnados de silêncios, os sonhos são de natureza obscura, escondidos das realidades do dia-dia. Há momentos em que até fazem segredo de si próprios, não se deixam observar e absorvem toda a energia em redor. E nessas alturas, se a pressão for demasiada, é como se encostássemos um animal à parede, enclausurado e arisco.

Na continuidade das coisas e na ubiquidade das emoções, a nossa curta ‘les chats dansants’ foi revelada ao mundo em festivais e foi exibida no cinema São Jorge, em Lisboa, num processo evolutivo de vertigem. Colaborámos recentemente no evento das ‘Leituras Imparáveis’ que ocorreu no Centro de Cultura e Intervenção Feminista, comigo a apoiar na sombra sob a forma de vídeos promocionais que seguem de perto a estética anterior.

Durante este ano algumas fotos minhas pertencentes ao período ‘les chats dansants’ estiveram expostas em Coimbra e na Bienal de Porto Santo, o que marcou um período de transição pessoal nesta minha vertente. Até então via a fotografia como uma mera brincadeira e a evolução acabou por transparecer de um modo quase radical quando revelei ao mundo o meu site de portefólio. Apesar disso, tenho preferido estar na sombra e não publicitar as actualizações ou novos trabalhos, como também não tenho sentido vontade de ponderar em novas exposições pessoais. Em certos aspectos, falta-me motivação e incentivo, assim como tenho optado por apoiar essa faceta criativa da Patrícia.

2011 marcou também uma pequena reconciliação com o Teatro e a Dança. Não tanto como o desejaria já que vi poucas peças, mas fez-me sonhar. Pena que ainda não tenha sido este ano que tenha regressado à leitura efectiva de mais livros, mas a cabeça não dá para tudo.

Noutros campos, uma das minhas actividades mais prolíferas é obviamente a de DJ. Apesar da tal sensação de cada noite poder ser a última, a realidade é que ano após ano cá continuo. A batalhar, a conseguir novas oportunidades, a culminar novamente num mês de Dezembro preenchido com noites e eventos, a próxima já daqui a umas horas para assinalar a entrada em 2012. E isto acaba por acontecer por uma razão muito simples, funcionar com as casas, com quem está e ir à luta, por mim. É um dos preços a pagar, o de nos deixarmos de importar se pessoa x ou y aparece ou não quando insistimos durante anos, caso contrário nunca faríamos nada na vida se nos deixássemos consumir por tais energias e ilusões. Já aqui falei demasiadas vezes do sonho de validarmos a diferença, como tal, eu faço o meu papel, o resto é convosco.

Um muito obrigado novamente a quem me segue e apoia. Aos leitores, às bandas, às editoras, aos amigos, votos que 2012 vos traga felicidade, em particular a algumas pessoas amigas que atravessam fases muito complicadas e que mesmo assim fazem questão de estar presentes. Sem mais demoras, segue a minha lista de preferências em ordem alfabética.

Música | Álbuns
Aube L - I Am
--> OPINIÃO
Esta artista francesa é digna de um estilo inclassificável. A voz, tremenda, desarma-nos com uma facilidade inquietante. As melodias, nada lineares, embriagam-nos com os seus ritmos estranhos e cativantes. É um álbum que nos inspira a cada audição e que nos faz sonhar com a possibilidade de podermos ir mais além, de nos ultrapassar-nos a nós próprios.




Black Swan Lane - Staring Down The Path Of Sound
--> OPINIÃO
É já um hábito, a presença desta banda nas minhas escolhas pessoais. A razão para isso é muito simples, a cada álbum a qualidade melhora. A música dos Black Swan Lane é uma das forças que me move, a tal ponto que é como se sentisse uma espécie de electricidade no corpo tal o fervilhar de ideias quando ouço este disco.


Natalie Beridze/TBA - Forget'fulness

Este é daqueles discos que se entranhou por aqui desde as primeiras audições. Entre a electrónica mais suave, momentos ambientais e outros influenciados por uma estética quase industrial, temos aqui uma jornada para os sentidos. O álbum forma um todo coeso e a voz feminina tem tanto de sedutor como de ameaçador, no bom sentido.


Port-Royal - 2000-2010 The Golden Age Of Consumerism
--> OPINIÃO
Existem muito poucas bandas que me inspirem como estes italianos. Basta uns segundos para o meu cérebro partir numa nave rumo a planetas sem nome. Esta compilação reúne raridades da banda e remixes efectuados para outros projectos, mas não é por isso que o todo deixa de soar coeso, pelo contrário. Um dos lançamentos recentes que mais me incentiva à criatividade


Red Painted Red - I Am Nothing
--> OPINIÃO
Desde a edição artesanal à música, há muito com que nos encantarmos no novo álbum deste projecto. Os ritmos, ora dissonantes, ora lânguidos, são acompanhados por uma das vozes femininas mais cativantes que pude ouvir ultimamente. A música tanto deve à dark wave como ao folk e a algo muito próprio, que tem tanto de opressivo como de fascinante.


Screen Vinyl Image - Strange Behavior
--> OPINIÃO
Esta banda é uma paixão recente e o novo disco é um sinal claro da evolução deste projecto. Melodias cativantes, descargas sonoras à base de guitarra, electrónica a servir de apoio, a escola shoegaze dança aqui com a new wave e oferece-nos alguns momentos verdadeiramente memoráveis. A descobrir com urgência para quem ainda não o fez.


Snowman - Absence

A primeira vez que tomei contacto com este disco foi um momento curioso. Às primeiras notas os olhos ficaram muito sérios, como que hipnotizados. Ritmos desconcertantes, percussão intrigante, as vozes que aparecem e desaparecem no meio das músicas, as mudanças invulgares de cadência. Um dos álbuns mais surpreendentes que tive o prazer de ouvir este ano.


Stendeck - Scintilla

No que toca a sonoridades electrónicas mais experimentais este disco apanhou-me de surpresa. Sempre que ouço um tema deste álbum não consigo evitar um sorriso nos lábios e o fluir de ideias várias. Algumas músicas pautam por uma sensação orgânica difícil de escrever e passam de vertentes mais ambientais para o frenético sem darmos por isso.


The Seven Mile Journey - Notes For The Synthesis
--> OPINIÃO
Oriunda da Dinamarca, esta banda pratica uma sonoridade pós-rock instrumental deliciosa. Cada tema cresce no tempo certo, sem pressas ou explosões previsíveis e o disco forma um conjunto excelente como já há muito não ouvia dentro do género. A aura cinemática que exala de todo o álbum é uma inspiração constante.


Zaza - Sacred Geometry
--> OPINIÃO
O álbum de estreia deste duo é uma pequena maravilha. Percussão forte, voz masculina carismática e sedutora, ritmos lascivos, baixo proeminente, ambiente cinemático que nos transporta para um deserto qualquer. Depois de um EP muito promissor este projecto encontra aqui a sua maturidade da melhor maneira.


Música | Menções Honrosas

Arrange - Plantation
Dark Captain - Dead Legs & Alibis
Evan Abeele - Lineage
EverythingIsChemical Virtual 7" No. 6 - Rotten Tropics
Glass Vaults - Into Clear EP --> OPINIÃO
Guilty Ghosts - Veils
Kammerflimmer Kollektief - Teufelskamin --> OPINIÃO
Oliver Tank - Dreams
PNDC&housework - Nothing in the Sky
Processory - Change Is Gradual
Red Alder - Dissociation
Sealight - Dead Letters --> OPINIÃO
Static - Freedom of Noise --> OPINIÃO
Still Corners - Creatures Of An Hour
Tycho - Dive

Música | Compilações de Editoras

VA/Beko - Beko Girls
VA/BPitch Control - Werkschau
VA/Labrador - Stockholm Belongs To Us
VA/Raumklang Music - Snowflakes II
VA/Tympanik Audio - Emerging Organisms vol. 4

Música | Temas
047 - Keep It To Yourself --> OUVIR
Alpen - Song For My Lost Friends --> OUVIR
Apparat - Ash/Black Veil --> OUVIR
Black Coffee & Stephee Pie - Spin --> OUVIR
Burning Hearts - Into The Wilderness --> OUVIR
Chelsea Wolfe - Pale on Pale --> OUVIR
Degrees - Idiot Dreaming --> OUVIR
Emmon - Ghost Dance --> OUVIR
Exitmusic - The Sea --> OUVIR
Fairmont - Velora --> OUVIR
FareWell Poetry - As True As Troilus --> OUVIR
For Against - Amen Yves (White Circles) --> OUVIR
Glisk - Emlin --> OUVIR
Greie Gut Fraktion - We Matter (Natalie Beridze Remix) --> OUVIR
Heavy Ghost - Radiation​/​Beneath the Waves --> OUVIR
Hospital Neon - Here In Heaven We Are --> OUVIR
I Break Horses - Pulse --> OUVIR
IAMX - Cold Red Light --> OUVIR
Illogical Time Concerns - Deciio --> OUVIR
Jeniferever - Silesia --> OUVIR
KAUF - Relocate --> OUVIR
Ladycop - Paris Song --> OUVIR
Mombi - The Misunderstanding --> OUVIR
Mushy - Losing Days - --> OUVIR
Motorama - Empty Bed --> OUVIR
Okinawa Lifestyle - Golden Dress --> OUVIR
Pallers - The Kiss --> OUVIR
Plastic People - In a Manner of Speaking --> OUVIR
Press Gang Metropol - Answers --> OUVIR
Psychic Powers - It's All Around You --> OUVIR
Scratch Massive - Paris --> OUVIR
Soft Kill - From This Point On --> OUVIR
Tammar - The Last Line --> OUVIR
Teeel - Marx on my Heart --> OUVIR
The New Division - Starfield --> OUVIR
The Search - Alone In A Space Shuttle --> OUVIR
The Soft Moon - Total Decay --> OUVIR
Tobias Borelius - Arkitekten --> OUVIR
Tropic of Cancer - Be Brave --> OUVIR
Yann Tiersen - The Trial --> OUVIR

Música | Concertos

Kyuss - Incrível Almadense
Swans - Aula Magna
Ulver - MusicBox

-- // --


Televisão
BBC - Frozen Planet --> TRAILER

Breaking Bad - 4ª Temporada --> TRAILER

Downton Abbey --> TRAILER

Mildred Pierce --> TRAILER

National Geographic - Great Migrations --> TRAILER

Cinema

A Dangerous Method --> TRAILER






Blue Valentine --> TRAILER

Shame --> TRAILER






The Woodmans --> TRAILER






Waste Land (Lixo Extraordinário) --> TRAILER






Anime

Hyouge Mono --> TRAILER






Mawaru Penguin Drum --> TRAILER

Steins;Gate --> TRAILER






Tiger & Bunny --> TRAILER






UN-GO --> TRAILER






Teatro

Roberto Zucco - Teatro Experimental de Cascais --> VÍDEO





Livros

The Complete Capitol Punishment 1980-1984: A History of Nebraska Punk --> Site Oficial





----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----/----

Escolhas 2010
Escolhas 2009
Escolhas 2008
Escolhas 2007

8 comentar

Click here for comentar
Rui Barata
admin
31 dezembro, 2011 17:32 ×

Já um português dizia que o sucesso é o resultado inevitável da persistência. Continua a fazer a tua parte que coisas boas acontecerão :)

Obrigado pela ajuda amigo :)

Excelente ano para ti e para as pessoas que te estão mais próximas.

Reply
avatar
Azelpds
admin
31 dezembro, 2011 17:46 ×

Esperemos que sim. :)

E ora o prazer foi meu, depois quando quiseres mudar mais alguma coisa ou acrescentar imagens diz. ;)

Votos de um excelente 2012 para esse lado também, com muita saúde para todos. :)

Reply
avatar
02 janeiro, 2012 20:44 ×

Além da qualidade patente nos variados temas também o forçar na tua caminhada e "Luta" contra um meio cada vez mais irracional e fútil, que nos rodeia de forma avalassadora.
Abraço.

Reply
avatar
Azelpds
admin
03 janeiro, 2012 18:08 ×

Obrigado pelas palavras. :)
Por vezes é uma tarefa algo inglória, mas tentemos persistir o melhor possível. Outro abraço. :)

Reply
avatar
03 janeiro, 2012 19:46 ×

Tens sido uma referência para mim como poucos,um poço sem fundo de inspiraçâo e conhecimento a todos os níveis,a tua dedicaçâo e determinaçâo é de louvar e agradecer.
Quando,em momentos de apatia,nâo sei muito bem aonde me virar,venho aqui "rebuscar" e apreciar os teus pequenos grandes mundos,e acontece aquela mágica de desencadeamentos imparáveis de ideias,impressôes,sentimentos e de querer continuar a conhecer mais.

Obrigado Nuno e Patrícia :)

Reply
avatar
Azelpds
admin
03 janeiro, 2012 19:55 ×

Uma pessoa nem sabe o que dizer perante tais palavras, aparte o corar. :)

Fico mesmo contente que tenha esse efeito em ti, ajuda-me a ter vontade de continuar, de partilhar estes pequenos mundos. :)

Não seria a primeira vez que digo que a tua página no facebook é uma fonte de inspiração permanente também. Alguns destes mundos surgem daí, de nomes e partilhas tuas, o mesmo acontecendo até em certas mudanças subtis no layout, como o mosaico que está em construção relacionado com artistas que me inspiram, cujos nomes nos serão familiares em alguns casos. :)

Obrigado nós por estares presente. :)

Reply
avatar
Sofia
admin
04 janeiro, 2012 00:36 ×

^.^ Wow... palavras breves: se eu te conseguisse passar o deslumbramento que sinto por te ter visto CRESCER ao longo destes anos, resumido numa imagem, verias o frio desta noite transformar-se em milhares de pequenas borboletas azuis reproduzindo o som mais puro no frenético bater de minúsculas asas enquanto rodopiam mostrando formas magníficas!

Avante !

E que 2012 te faça sorrir ;)

§

Reply
avatar
Azelpds
admin
04 janeiro, 2012 00:48 ×

Magnífica imagem e obrigado por tais palavras. :)

É um caminho de persistência, nem sempre com os dividendos desejáveis, mas tudo vale a pena quando se consegue um sorriso das pessoas.

Também espero que 2012 me faça sorrir, ou pelo menos que eu consiga provocar esse efeito, mesmo que não seja fácil criar tais condições e alternativas. :)

Sorrisos para esse lado também. ;)

Reply
avatar