Sugestão de fds: Mário Vitória, Paula Rego, Adriana Molder, Transmission


Para quem estiver interessado em alternativas aos festivais de Verão, às idas à praia e a outras actividades normalmente associadas a esta altura do ano, ou às rotinas que tanto gostamos de nos queixar e de as repetir na mesma em círculos de infinitude, aqui ficam umas dicas. A ousadia é tal que até as entradas são gratuitas.


Não é a primeira vez que vamos a Cascais e somos surpreendidos (da melhor maneira) com algumas exposições que não contávamos. O Centro Cultural de Cascais é propício a isso e a descobrirmos artistas que até então nos eram totalmente desconhecidos. Assim aconteceu com Isabelle Faria e desta vez esse papel coube à magnífica exposição ‘Jornadas de um canário na mina de carvão’, de Mário Vitória. Com um toque muito próprio e uma imaginação fértil que dá azo a obras tão surrealistas como fascinantes e inspiradoras, este artista coloriu de vida o andar inferior do CCC. Pormenores como algumas obras e quadros estarem complementados com desenhos nas próprias paredes, só ajuda a tornar a experiência ainda mais convidativa. A referida exposição vai lá estar até ao dia 9 de Setembro e recomenda-se.


Numa área artística totalmente diferente, a exposição de fotografia ‘Unseen’, de Jessica Lange (sim, a actriz), foi também uma boa surpresa. Com um preto e branco carregado de grão, as fotografias percorrem vários temas e sensibilidades. A temática descomprometida, acentuada por alguns diálogos escritos na parede, com particular ênfase num que envolve a Patti Smith, contrastava com as descrições que não poucas vezes observamos a descreverem exposições e que raramente nos trazem algo mais do que meras palavras que servem apenas o propósito de ostentação vã e de alimento para umbigos pedantes. Esta exposição vai estar no CCC até ao dia 19 de Agosto.


Um pouquinho mais ao lado, na Casa das Histórias Paula Rego, temos não só várias obras desta conhecida artista portuguesa, o que por si só já vale a pena uma visita, mas também a exposição que une Paula Rego a Adriana Molder. Intitulada ‘A Dama Pé de Cabra’, esta exposição é a primeira mostra internacional destas obras inéditas das duas artistas e impressiona tanto pela qualidade dos trabalhos como pelo próprio tamanho dos mesmos. A sensação de sermos tão pequeninos quando entramos na sala chega a ser incomodativa. Esta exposição está por lá até ao dia 28 de Outubro.


Num contexto totalmente diferente, fica a dica que hoje estou de regresso ao Transmission, no Cais do Sodré. Para quem quiser ouvir um pouco de boa música a meu cargo, esta poderá ser uma das últimas oportunidades de o fazerem por cá, o que já não é surpresa nenhuma nesta vida de corda bamba constante.

Uma das novidades que podem esperar ouvir nesta noite, é o mais recente álbum da maravilhosa artista de origem francesa, Aube L, acabadinho de chegar e com quem trocámos umas palavras durante a nossa breve estadia em Paris. Outras novidades ficarão para descobrirem na hora, mas é mais que provável que os LAKE R▲DIO, ou outras das minhas inúmeras apostas pessoais, venham a fazer parte do alinhamento. Para descobrir a partir das 23h30.

2 comentar

Click here for comentar
Anónimo
admin
06 agosto, 2012 14:54 ×

para quem gosta de Paula Rego...

www.facebook.com/paulafigueiroarego

Reply
avatar
Azelpds
admin
06 agosto, 2012 15:15 ×

Obrigado pela dica :)

Reply
avatar