Pequenos momentos | Primeiros sinais de vida em 2012

Os tempos que vivemos tornam difícil suportar o que nos rodeia. Passar muito tempo diante da televisão é um convite à depressão ou a ficarmos sem cérebro. Na internet, o panorama também consegue ser muito complicado e nas ruas o ambiente tende a ser semelhante. Sem nos apercebermos partilhamos dia após dia desgraças e notícias negativas, no intuito de ajudarmos a divulgar uma qualquer causa ou alertarmos as pessoas para o que se passa.

Curiosamente, não ponderamos que as pessoas até têm noção do que se passa e entramos numa espiral compulsiva que não nos deixa pensar em mais nada, quanto mais falar. Pelo meio perdemos os nossos sonhos e o real motivo do que nos move nesta vida, esquecemos as partilhas de luz, a esperança, os escapes, as pessoas afastam-se de nós, nós afastamo-nos delas. É uma condição social perigosa, que convida à inércia e solidão.

As fotografias que podem observar aqui (clicar para versão maior), são um pequeno sinal que a criatividade e vontade de dar-vos algo continua. Assim como também são uma dica que existem coisas novas no meu portefólio. É provável que uma ou outra faça parte de uma próxima exposição, mas por agora isso é apenas uma pequena ideia no ar.

2 comentar

Click here for comentar
elsafer
admin
06 janeiro, 2012 14:50 ×

encontrando um ponto de fuga ... na contemplação da vida , nos momentos de arte e nas pequenas coisas ( como uma laçada num ponto de croché )

:-)

Reply
avatar
Azelpds
admin
06 janeiro, 2012 14:57 ×

Vou tentando, ou a tentar dar algum desses pontos de fuga a quem precisa. :)

Pessoalmente, confesso que há muito que já não é suficiente e vou questionando o sentido das coisas e porque andamos nós aqui afinal de contas.

Reply
avatar