pequenas | coisas

"A paisagem era quase surreal, de tão bonita, que éramos como dois elementos de uma ilustração, manchas de cores diversas, nada mais importava. A maneira como franzias o sobrolho, irritada com pequenas coisas, a voz que se elevava com demasiada facilidade, os casacos que te ficavam largos, as roupas que escondias por debaixo deles, tudo era parte de uma imagem maior."

Nuno Almeida, Ecos de Gravidade, 2010

2 comentar

Click here for comentar
elsafer
admin
13 abril, 2010 21:47 ×

recordações
;)

Reply
avatar
Azelpds
admin
14 abril, 2010 00:04 ×

:)

Veremos onde vai parar mais esta história, ou histórias. ;)

Reply
avatar