16-01-2010 @ Bar Ogâmico: Impressões e Playlist

Há noites em que tudo parece funcionar da melhor maneira e esta no Ogâmico foi sem dúvida uma delas, o que perante algumas resoluções pessoais feitas anteriormente, típicas de quem parece entrar num ano novo, foi deveras positivo, não havendo melhor maneira de entrarmos em 2010 no que toca a estas coisas das noites de música.

Juntamente com algumas das mudanças ligeiras das que ando a efectuar nas malas dos discos, algo que deu para observar foi também a aparente a nível visual do meu lado, em jeito de brincadeira para corresponder ao flyer/cartaz realizado para esta noite, mas que me parece fazer perfeito sentido perante o meu estado actual, o meu presente, a minha maneira de ser e de estar com a vida nos tempos que correm digamos.

Energia positiva, muito boa disposição e, ao mesmo tempo, muito ciente e crente do caminho que se percorre, de saber-se o que se quer, uma autoconfiança presente no olhar e selada com um sorriso. Coisas da idade?

Tendo em conta as conversas muito bem dispostas e muito na boa até acontecer esta minha estreia no Ogâmico, em que de ambas as partes se nota um espírito de tentar fazer ‘algo’, de oferecer uma ‘alternativa’ ao que vai existindo, tudo apontava desde aí para uma experiência regida apenas pelos limites do que se iria sentir no momento. Terem-se juntado alguns aniversários a esta noite só veio ajudar ainda mais a que se criasse um ambiente de festa e bastante eclético, já que as pessoas e o público presente, que a dada altura encheu o bar, pautavam por isso e por gostarem de música, assim como pela tal saturação do ‘sempre do mesmo’, como se veio a verificar por algumas das conversas ocorridas. Estava criado então um ambiente daqueles ideais, para todas as partes, sendo daquelas noites em que as pessoas além de gostarem de música, reconheceram alguns discos específicos como a banda sonora do filme Les Chansons d’amour ou os Noir Desir por exemplo, à medida que se viajava entre passados e coisas recentes.

As reacções foram muito positivas desde o início da noite, até ao final, como se pôde observar nas faixas dos Múm, Madredeus, Morphine, entre outras, dando mais sinais do porquê de eu dizer que todas as partes de uma noite são importantes e aconselhando a chegar-se cedo e por aí adiante. Tudo importa, nada acontece por acaso, por muito que tudo seja improvisado na hora.

Curioso foi observar-se também que quando algo deste género até dá provas que pode funcionar isso parece dar ânimo para mais pessoas apresentarem as suas ideias e projectos, como foi acontecendo, notando-se que vai havendo cada vez mais vontade de fazer-se algo que lute contra a estagnação e pessoas dispostas a isso, invés de seguir-se a via fácil, do copiar o que já se faz, ou o que já exista à n anos. Como digo sempre, é insistir-se, seguirmos o que acreditamos até que quem antes nos ignorava já não o possa fazer. Haja ambição e força de vontade. :)

Muito obrigado mais uma vez ao João e Nuno, pela aposta e vontade de fazermos esta experiência, assim como pela simpatia e por tudo, a todas as pessoas presentes, com destaque para o Nuno Faria e grupo de amigos, Ana, Fátima, Vera, aniversariantes, Marta (Madm), Pippete LX (não me lembro dos nomes :p), Carlos ‘Kraak’ (vindo do Porto) e todas as outras, incluindo as que não estavam lá fisicamente, mas que estavam lá na mesma, como sabem...:)

Playlist do que fui tocando, clicando no read more.



Port-Royal - Exhausted Muse/Europe
Songs Of Green Pheasant - West Coast Profiling
Familiar Trees - Sunspot
Odawas - The Case Of The Great Irish Elk
Youth Group - Daisychains
The Innocence Mission - There
Mahogany - Tesselation, Formerly Plateau One
Slowdive - When The Sun Hits
Malory - Sleeper
Pale Saints - Hunted
Ride - Vapour Trail
Asobi Seksu - Lions And Tigers
Grand National - Drink To Moving On
Huski - Make Me Your Picture
Ladytron - Soft Power
Stars - Soft Revolution
I Hate This Place - Calling All Stations
The Postal Service - Clark Gable
Desire - Under You Spell
Division Kent - Frantic
Lali Puna - Grin And Bear
The Isolation - Swamp City
The Whip - Frustration
Emerald Park - Open
The Search - Distant
Echo & The Bunnymen - With A Hip
The Mary Onettes - Century
Danish Daycare - A Purpose To My Sins
The Twilight Sad - The Neighbours Can't Breathe
dEUS - Everybody's Weird
Maps - So Low, So High
Suede - Young Men
Kasabian - Reason Is Treason
IAMX - Heatwave
Dark Captain Light Captain - Jealous Enemies
Alex Beaupain - Les yeux au ciel
Sigur Rós - Gong
We Fell to Earth - The Double
Kent - 400 Slag
The Wedding Present - Ringway to Seatac
Noir Désir - Le Vent Nous Portera
Latriste - Love Is the Number of Keys
Piano Magic - Incurable (Reprise)
David Bowie - I'm Deranged
BirdPen - Breaking Precedent
Loney, Dear - Everything Turns to You
Kleerup - Hero
This Vision - Lost and Found
Plastic Operator - Folder
Client - Here And Now
Simian Mobile Disco - Tits & Acid
Lip Service - Flies (Mister Monell Remix)
Cabaret Voltaire - Crackdown (12_ mix)
New Order - Touched By the Hand of God
Telefon Tel Aviv - Helen of Troy
Swimmer One - The Balance Company
Wolfsheim - Approaching Lightspeed
Jay-Jay Johanson - So Tell The Girls...2004
Digitalism - I want I want (REQUEST)
Tom Waits - Goin' Out West
And Also The Trees - The Beautiful Silence
Kitchens of Distinction - Skin
The Young Gods - Charlotte
Detektivbyrån - Sista Tryckaren
Yann Tiersen - La valse des monstres
Madredeus - Alfama
Múm - Green grass of tunnel
Efterklang - Monopolist
PNDC & housework - Lost Message
The Cure - Close To Me (REQUEST)
Morphine - Cure For Pain
16 Horsepower - Just Like Birds
James - Alaskan Pipeline
Jeniferever - St. Gallen
Black Swan Lane - Last Seconds
For Against - Per Se

5 comentar

Click here for comentar
Kraak
admin
17 janeiro, 2010 23:45 ×

Muito bom set! Só tive mesmo pena de ficar pouco tempo! Já imaginava que ia correr *mesmo* bem! =)

Reply
avatar
Azelpds
admin
17 janeiro, 2010 23:50 ×

Thx e já teres ido lá directo do Porto foi muito bom. :)

Eu para a semana irei lá um pouco ouvir-te e acredito que irá correr bem também. O ambiente e espaço é muito propício ao que se vai tentando fazer. :)

Reply
avatar
Anónimo
admin
18 janeiro, 2010 10:48 ×

Muito obrigado por uma bela noite!

Quem passa Sigur Rós e Múm só pode ser boa gente :)

abraço,

João (Ogâmico)

Reply
avatar
azul
admin
18 janeiro, 2010 11:01 ×

adoraaaava ter estado lá!
há quedas que deixam mesmo marcas no tecto..
muito quando há pessoas que fazem a magia de inverter gravidades.

["boa gente", sem dúvida]
**

Reply
avatar
Azelpds
admin
18 janeiro, 2010 11:20 ×

Obrigado a ambos pelas palavras. :)

Foi sem dúvida uma noite bem positiva e de 'Gravidade Zero'. :)

Reply
avatar