Budapeste: O Canto e o Gelo


Não seria a primeira vez que referia que o Inverno é das melhores alturas para percorrer as ruas de Budapeste. O estilo de roupas, os casais idosos charmosos, os chapéus dos mais jovens que tanto demonstram elegância como um espírito divertido sem receio de parecerem ridículos consoante os acessórios, os animais vestidos a rigor. É nestes momentos que começamos também a perceber que por detrás da camada muito séria da maioria do povo Húngaro se esconde um outro lado mais social e bem disposto.


Neste sentido, dar um pequeno passeio até ao Parque da Cidade (Városliget), localizado ao lado da Praça dos Heróis (Hősök tere), é perfeito para se perceber o que quero dizer. Uma das atracções nesta altura do ano é a Pista de Gelo (Városligeti Műjégpálya) que se enche, literalmente, de pessoas. Ainda não chegámos ao local e já se ouve ao longe uma voz feminina gritar cânticos de incentivo que a dada altura nos faz remeter para a animação japonesa devido ao divertido que nos soa e à entoação que nos provoca os primeiros sorrisos.


Quando finalmente chegamos à ponte onde podemos observar de perto o que se passa, a nossa face é a de crianças a ver pela primeira vez algo que as faz felizes sem saberem o porquê. Pessoas com asinhas e antenas, outras vestidas de vaquinhas, inúmeras vestidas normalmente, crianças, graúdos, todas as idades, rodas e grupos, brincadeiras, uma festa a patinar no gelo. Fica-se estupefacto e rapidamente temos vontade de nos juntar ao momento.


Ao lado de nós mais pessoas observam o que se passa e, tal como acontece no Café dos Gatos, ninguém fica indiferente ou sem esboçar sorrisos atrás de sorrisos. Depressa se percebe que este é outro fenómeno cultural, tal como o dos homens terem o hábito cavalheiresco de ajudar as senhoras a vestir o casaco, sejam eles jovens ou mais velhos, o que se pode admirar ainda mais no Inverno.

35 comentar

Click here for comentar
elsa fer
admin
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

sente-se que não sentem o frio , pois o envolvimento das pessoas e do ambiente "aquecem" o corpo , certamente , primeiro a mente ...

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

É curioso, mas o frio como que desaparece no momento. :)

Reply
avatar
elsa fer
admin
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

parece bem divertido ... as palavras fazem esquecer o frio que se sentirá ...

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

São oportunidades muito raras em Portugal e que são de aproveitar aqui por isso também vamos a estas exposições sempre que podemos. :)

Reply
avatar
André Luna Leão
admin
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

Vi a exposição do Chagall precisamente ai, e foi uma maravilha... :)

Reply
avatar
Sofia Nobre
admin
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

<3 *sighs and smiles* .. thx ^.^

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

grande review do teu trabalho :) os meus parabéns! já sabes que sou fã. continua assim. abraço

Reply
avatar
Ricardo
admin
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

essas palavras são mesmo para elevar a tua "moral" 1 abr

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

É um ciclo vicioso, falta de espaço, overdose de informação, muita dela de teor duvidoso e que acaba quase sempre essa a ser valorizada, e a tendência de isto tudo fazer com que muitas pessoas decidam desaparecer do mapa digamos.

Continuo a lutar é verdade, sempre com a tal ideia de partilha e de nos inspirarmos a todos mutuamente e a querer algo mais. Sente-se uma asfixia gradual e acho que nunca vi isto em Portugal tão mau em termos de oferta, de televisão, comunicação social, etc.

Não sei se estarei perto, apesar de ser uma sensação recorrente, estar sempre ali numa fronteira, mas se sirvo de inspiração de alguma forma já fico contente. Essas palavras e o apoio deixam-me feliz. :)

Reply
avatar
Johnny Monstroianni
admin
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

Li tudo. TUDO!

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

Muahahah lindo. :D Thx :)
E isto podia ter ficado bem maior, muito. :p
Pequenas partilhas. :)

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

Muito obrigado André, a tua amizade e apoio é sempre importante. :)

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

Oi Nuno. Concordo plenamente contigo, o que sinto é que os empreendedores estão sem espaço de manobra nesta sociedade de grande visibilidade, para coisas que não valem nada, mas que mesmo assim as pessoas seguem massivamente!!! Não podemos ser castigados por desejarmos criar coisas novas, próprias e com qualidade! Pelo menos, que os que andam escondidos a fazer qq coisa, que se motivem a eles próprios para que nunca deixem de fazer aquilo, que sentem que deve ser feito! Gosto de ver a tua persistência e reconheço que cada vez estás mais perto de um maior reconhecimento e projecção. Continua a inspirar-me a mim e a outros empreendedores :) Grande abraço

Reply
avatar
AG
admin
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

um ano INTENSO, SUCULENTO e FARTO como deve ser vivido
apenas posso-te dizer que me fazes feliz e orgulhoso
um abraço
AG

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

Obrigado Ricardo pelo apoio e pelas palavras :)

Acho que é importante irmos partilhando estas coisas. Com o rumo que o nosso país leva ou o mundo em geral, a tendência é a de nos isolarmos e fazer cada um a sua vida, mas por agora sinto que isso é de evitar. Há que manter o contacto, tentar inspirar e ser-se inspirado, há que lutar. Outro abraço :)

Reply
avatar
elsa fer
admin
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

valeu a pena ...
;-)

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

Olá e obrigado heheh. :)
O livro terá de ser num café um dia destes, quem sabe com o André no Cacém para ele também ver o livro. :)

Reply
avatar
Sofia Nobre
admin
14 fevereiro, 2014 17:36 ×

hey :)
welcome back! e depois eu quero encontrar-vos com muitos abraços e também ver o livro!!!! ***** §

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

Ainda bem que assim é, fico contente :)

Reply
avatar
Sofia Nobre
admin
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

:)

Reply
avatar
elsa fer
admin
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

... de joelhos, o tempo parou tranquilamente ... a objetiva captou os traços de um perfil desgastado pelo tempo .
... perspetiva que poderia, noutro enquadramento, seduzir qualquer passageiro ...

Reply
avatar
Sofia Nobre
admin
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

:) curiosa por ouvir do principio ao fim!

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

Neste caso ela seduziu :) Ela estava com um ar muito alegre, como que a dançar com o sol que lhe banhava a face e o corpo, a expressão era muito bonita e mal tive tempo de tirar a máquina para captar o momento. ;)

Curiosamente, raras são as fotos que tenho tirado a pessoas mais novas com excepção das reportagens de eventos.

Reply
avatar
elsa fer
admin
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

são as rugas que te atraem ... neste caso , acho que foi a sensualidade do perfil ...
o contorno do pescoço está fantástico ...

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

Talvez, no geral sinto que são pormenores como os que descreves e outros que me atraem. Aqui foi muito a expressão e alegria da pessoa num momento insólito :)

Nem são as rugas, as expressões faciais ficam diferentes com a idade, mais bonitas, mas isto já é gosto pessoal claro. :)

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

Neste caso e em outros acho que a descrição ajuda ao contexto e é uma das ideias que tenho para o tal livro, com versões mais extensas de textos a acompanharem as fotografias. Se calhar sem as palavras uma pessoa poderia pensar que a pessoa estava a sofrer, o que não deixa de ser uma leitura legítima.

Quanto mais o tempo passa, mais me faz confusão certas direcções tomadas pela sociedade, neste caso como incentivam ao culto da imagem de pessoas mais novas, eternas adolescentes, ou ultra magras, sem marcas no copo, pêlos, o que seja. É curioso observarmos as tendências da moda, da estética e do que era considerado bonito há umas décadas atrás. Acho que se criam estereótipos estranhos que só criam confusão e que podem afectar a autoconfiança das pessoas, em particular das mulheres. :)

Reply
avatar
elsa fer
admin
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

interessante ... há uma parte desse idílio que nós, o leitor da imagem, que não conseguimos ver .
mas as tuas palavras completam o encantamento ... a presença do sol na posição fotográfica do modelo

Reply
avatar
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

Muito obrigado Guillaume pelo apoio e pelas palavras, outro abraço :)

Reply
avatar
guillaume_franco
admin
14 fevereiro, 2014 17:38 ×

merci querido Nuno,abraço ao meu casal maravilha :´)

Reply
avatar