No Laranja de Um Céu Qualquer

"Daqui a pouco, muito em breve, estarei a falar contigo, não por palavras, não por adereços de singularidade, não pela via dos silêncios demasiado normais, mas sim pelos sons de uma caixinha de música.

Ouves? O tambor que ressalva no peito, a marcha lenta dos sentidos no calor de um abraço? Transcende matérias e formas, é bonito, como tu."

Nuno Almeida, O Livro Dos Cisnes Negros, 2009

2 comentar

Click here for comentar
elsafer
admin
01 fevereiro, 2010 13:22 ×

as palavras de um trecho de musica , que tocam no equilíbrio da alma e transformam a energia e o sentido da vida ... é verdade, quando somos permeáveis a sua beleza , há quem não seja ...
:)

Reply
avatar
Azelpds
admin
01 fevereiro, 2010 21:27 ×

Continua a inspirar, a música, a vida, o belo. :)

Reply
avatar