Diário de um Voyeur


Estavas com a chuva naquele dia, nas formas molhadas do vestido cinzento e preto comprado umas horas antes, naquela loja que ambos sabemos, dos biombos que partilharam segredos de ligas pretas. De cigarro na boca, tinhas círculos desvanecidos a dançar no ar, inquietos, trémulos, como que indecisos para onde ir, na implosão das palavras esborratadas no caderno que trazias contigo, guardado no bolso do casaco velho com cheiro a mofo que pertenceu à tua mãe.

Com frases escondidas, daquelas que não se dizem a ninguém, vejo-te a desaparecer, na dúvida dos corpos que já passaram pelas minhas mãos, cada um diferente do outro, a pedirem para serem descobertos como se tudo fosse a primeira vez, a cada toque, a cada curva percorrida com os dedos, a cada contacto, a cada pedacinho de mim que deixo no fascínio da descoberta e nas partilhas de sangue, quando a morte e a queda são ainda frescas.

Estavas bonita, naquele dia

Nuno Almeida, Retratos, 2009

hold on tightly

Guardar [MP3, ZIP] Duração [21m00s] Data: 27-11-2009

Playlist:
01. Hauschka - One Wish
02. Eagle Seagull - Ballet Or Art
03. Saint Etienne - Madeleine
04. U2 - Drowning Man
05. Swans - Out

2 comentar

Click here for comentar
elsafer
admin
27 novembro, 2009 08:38 ×

hj estou tão tristinha com o que se passa "lá fora" ( e cá dentro) , que sabe bem ouvir este som compassado e reflexivo.
:)

Reply
avatar
Azelpds
admin
27 novembro, 2009 11:08 ×

:)

Por vezes é assim, saem estas coisas quando a noite já vai bem longa. ;)

Reply
avatar