24-02-07 Paranoid & Android @ Bar do Bairro (Bairro Alto-Lisboa)

1. Cat Power – Cross bones style
2. London Apartments – Streetlights are soldiers
3. Jeniferever – Magdaleno

4. Kent – Palace & Main
5. Swans – Celebrity lifestyle
6. The Wedding Present – Ringway to Seatac
7. The Shins – Spilt needles
8. The National – The geese of Beverly road
9. Peter, Björn and John – Start to melt
10. The Strokes – 12:51
11. Calla – Swagger
12. The Stars – Ageless beauty
13. Cranes – Lillies
14. Curve – Lillies dying
15. PJ Harvey – This is love
16. Kosheen – Hide u
17. Smith and Mighty – Rise
18. Dubstar – Stars
19. Yeah Yeah Yeahs – Maps
20. dEUS – Suds and soda
21. Jon Spencer Blues Explosion – Talk about the blues

22. Radiohead – Idioteque
23. Young Gods – Laisser couler (le son)
24. Union of Knives – Evil has never
25. Wolfgang Press – Cut the tree
26. Echo and the Bunnymen – Monkeys
27. Love and Rockets – The dog (end of a day gone by)
28. The Sound – Skeletons
29. Virgin Prunes – Baby turns blue
30. The Cure – A night like this
31. Black Rebel Motorcycle Club – Love burns
32. Bloc Party – Like eating glass
33. Killers – Mr. Brightside

34. Jesus and Mary Chain – April skies
35. Iggy Pop – Real wild child
36. Catherine Wheel – Chrome
37. Metric – Patriach on a vespa
38. Pretty Girls Make Graves – Chemical, chemical
39. Lali Puna – Call 1-800-FEAR
40. Lunatic Calm – Leave you far behind
41. Fluke – Absurd (Whitewash)
42. Underworld – Moaner
43. Infadels – Reality TV
44. Massive Attack – Unfinished sympathy
45. Hot Chip – The warning

46. Jay Jay Johanson – On the radio
47. Wolfsheim – Once in a lifetime
48. Pet Shop Boys – Suburbia
49. Air – Sexy boy
50. Placebo – Slave to the wage
51. Smashing Pumpkins – Appels and oranges
52. Queen Adreena – I adore you
53. Afterhours – Desire froze here
54. PIL – This is not a love song
55. Stills – Still in love song
56. Interpol – Length of love
57. The Organ – Love, love, love
58. Black Cat White Cat OST – Bubamara (Main version)
59. Madredeus – Alfama
60. António Variações – O corpo é que paga
61. Sérgio Godinho – Com um brilhozinho nos olhos
62. Rodrigo Leão – Pasion
63. Pop Del’Arte – Sonhos pop
64. Chemical Brothers – Hey boy, hey girl
65. Etienne de Crécy – Overnet
66. Juno Reactor – Magnetic
67. Clap Your Hands Say Yeah – Clap your hands!
68. Band of Horses – Great salt lake
69. Arcade Fire – Wake up

70. The Go Find – Modern times
71. R.E.M. - Man on the moon
72. Morphine – Honey white
73. Psychedelic Furs – Pretty in pink
74. Siouxsie and the Banshees – Candyman
75. Editors – Fall

76. Swans – Killing for company
77. Chameleons – Second skin
78. Sisters of Mercy – Afterhours


Paranoid
Android

2 comentar

Click here for comentar
IndustrialSonic
admin
26 fevereiro, 2007 16:17 ×

Olha a bela da lista!

Muito "nice", a começar calminho a subir com os Swans de Michael Gira num dos meus albuns favoritos de música - The Great Annihilator!!!!!!!!!!

Seguidos dos Wedding Present (onde já vai o George Best) E a ver se desta vez não fazem paragem na banda…

E depois 3 Senhoras com "H grande".
A primeira com uma voz de derreter cujo o vinil comprei em 91 (Wings of Joy), a segunda um naco de mulher e linda de morrer. A terceira, toca guitarra melhor que alguns e algumas que andam por aí a lançar postas de pescada!! E além disso é uma marada da tola com classe.

Young Gods, SEMPRE!!! E nunca me cansei de os ver so vivo: O trio mais poderoso ao cimo da terra!

Os Wolfgand da 4AD, Ian e os amigos, Daniel Ash (Que saudades de Tones on Tail)

Os The Sound, Virgin Prunes (estes eram muito à frente) a antiga banda do mano do the edge
dos U2.

PIL, Jesus (Vi uma vez), Siouxsie (Vi duas vezes)

Bem eu poderia estar escrever Blah Blah Blah, mas é só para dizer que dois estilos diferentes funcionaram em harmonia.

E o Blah Blah Blah é para dizer bem do som que eu ouvia e comprava quando era puto. Muitas consegui ver ao vivo, e é pena que muitas tenham caído no esquecimento.

Como ontem ainda falámos, agora surgiram em massa as antologias de N bandas…

Talvez algumas estivessem à frente do seu tempo, outras nem por isso (Bauhaus/Joy Division/Einsturzunde e mesmo os Swans com a vanguarda nova iorquina estavam com certeza).

A moda como é cíclica, faz emergir os sons do passado pelas mãos de novas bandas. Bandas essas que por vezes limitam-se a fazer o que já foi feito por outra geração.

Só que no passado era novidade, havia criatividade e + originalidade e ainda a preocupação de fazer com que os seus instrumentos "debitassem" um som peculiar que pudesse caracterizar melhor o rumo da banda.

Enquanto algumas por mais esforços que fizessem, nem do segundo album passavam (Isto se lá chegassem)

É claro que olhando para a Playlist se pode ver que existem bandas novas muito boas e com membros criativos a nível de composição, instrumentação e produção.

Mas é mesmo com pena que assisti ao sucesso de bandas que nunca o mereceram, e ao insucesso de outras que nunca mereceram ser ignoradas.

P.S. Como não tinha nada para fazer, enchi isto de letras.

Reply
avatar
Azelpds
admin
27 fevereiro, 2007 10:04 ×

Heheh.

Isto foi mais uma noite deveras peculiar, tanto pelo ambiente muito bem disposto habitual do bar (entre outras coisas ahahah), como pela tal sintonia meio marada resultante de mais uma colaboração de improviso.

A junção entre cenas recentes com outras mais antigas, e de vários géneros, seguiu definitivamente uma lógica bué marada lol.

Os Swans vão passar a ser bem mais regulares nas sessões agora que arranjei finalmente a reedição desse album histórico que é o The Great Annihilator, fora as outras cenas do costume e os "novos" CDs que um gajo está sempre a arranjar.

Certo é que andamos todos, e isto falando de nós e certo pessoal que se dá entre si (lol), numa onda deveras peculiar e engraçada, pelo menos para mim. :)

Reply
avatar